Pudim de Peixe

_

Peixe e Pudim... Mas que combinação!

Já imaginamos o que está a pensar e estamos a ver a sua cara de dúvida, incrédulo… “Isto” será comestível? Peixe, pudim, gelatina?

Palavra de escuteiro: é maravilhoso! Para além de que é de facílima confecção. Pode prepará-lo com antecedência e levar na sua “marmita” da semana. Junte-lhe legumes variados, vários tipos de peixe ou diferentes temperos.

Experimente e deixe-nos aqui a sua opinião.

Tempo: 2/3

Custo: 2/3

Dificuldade: 2/3

Classificação (0 votos)

Preparação

Leve um tacho ao lume com água e o cubo de caldo de marisco, e coza os legumes; em seguida, escorra-os e, na mesma água, coza o peixe. Deixe arrefecer. Retire a pele e as espinhas do peixe e parta-o aos pedacinhos. Esmague bem os queijos e o iogurte. Tempere com sal e as 5 pimentas, e acrescente o alho picado, os coentros e o aneto. Coloque a gelatina de molho, aqueça o leite e desfaça-a muito bem. Junte a gelatina ao preparado dos queijos e misture bem. Passe uma forma de bolo inglês por água fria. Junte o peixe e os legumes ao preparado de queijo, mexa bem e verta na forma. Leve ao frio até solidificar, durante cerca de 2 horas. Para desenformar, mergulhe a forma em água quente durante alguns segundos, para soltar-se.

Boa viagem, Espiga
_

O fascínio do Aneto!

Originário do Mediterrâneo oriental e do sul da Rússia, o aneto, ou endro, é uma planta de sabor adocicado, rica em ferro, manganésio e cálcio. É muito utilizada em dietas sem sal, devido ao seu alto teor em sais minerais.

Onde utilizar?

Pode ser amplamente usado em peixes (especialmente salmão), marisco, ovos, arroz, legumes, molhos e sopas.

Notas e Memórias

0 comentários