Hambúrguer de lentilhas

_

O «Viagens à Mesa» não se esquece dos vegetarianos

Decidimos “viajar” um pouco pelo mundo dos vegetarianos. Nós, aqui pelo «Viagens à Mesa», comemos de tudo, mas adoramos comida vegetariana. E sempre que a imaginação e o tempo nos permitem, gostamos de experimentar, “recriar” receitas banais, mas adaptá-las à comida vegetariana. Desta vez, fizemos uns hambúrgueres de lentilhas que ficaram deliciosos. Acreditamos que até vamos conseguir enganar os mais pequenos com esta receita!

Experimente e até para a semana.

Tempo: 2/3

Custo: 1/3

Dificuldade: 1/3

Classificação (0 votos)

Preparação

Demolhe as lentilhas por duas horas. Escorra-as e leve-as ao lume, a cozer, em água temperada com a cebola inteira, o louro, o sal e o tomilho, por 20 minutos. Retire, escorra as lentilhas e verta-as numa tigela. Junte o granulado de soja e os ovos, e tempere com o sal, a pimenta branca, a cebola e alho e o tomate e salsa. Amasse tudo muito bem e molde os hambúrgueres, utilizando um aro ou formando pequenas bolas que, depois, espalma sobre a mesa de trabalho.

Leve os hambúrgueres a corar no azeite até ganharem uma crosta em volta. Retire para um prato de servir e polvilhe com a amêndoa. Acompanhe com uma salada feita com as pontas de alface, os canónigos, a rúcula, cubos de tomate e pedaços de laranja sem casca.

 

Troque os ingredientes:

Se não apreciar soja, troque-a por igual quantidade de miolo de pão fresco ralado.

Boa viagem, Espiga
_

O que sabe sobre as lentilhas?

As lentilhas são leguminosas usadas desde há séculos e com particular sucesso no Oriente, zona de onde provêm.

Hoje em dia, são populares um pouco por todo o mundo e são, também, reconhecidas as suas propriedades benéficas para a saúde, principalmente devido às fibras que fornecem ao organismo.

_

Curiosidades

Sabia que as sementes de cominho, quando fritas em óleo, “emprestam aos pratos de lentilhas um carácter animado e picante”? In O Dicionário dos Sabores. Combinações, Receitas e Ideias para o Cozinheiro Criativo (p. 103), de Niki Segnit (Lua de Papel).

Notas e Memórias

0 comentários